domingo, 7 de agosto de 2011

Despertei a lhe procurar, nada vi senão o raio febril do dia a invadir meu recanto soturno. Você não dormia ao meu lado, tampouco abria as janelas para dispersar o perfume da noite de amor.

Procurei teus pés de criança de fora do cobertor, teu par de jabuticabas entreabertas a me pedir carinho. Desenhei teu rosto de anjo moreno sobre a cama vazia, enxerguei-te a sorrir sem motivo senão o dia vindouro em si mesmo. Tua manha, teu cheiro, nosso vigor recomposto antes mesmo dos corpos se levantarem. Tudo é você quando sem você.

Valeu de nada fugir às pressas do sonho ruim. Mil vezes fechar os olhos de novo a admitir a sombra da tua ausência.

Acordar sem você é o pior pesadelo.

6 comentários:

Letícia disse...

Adorei!

Gabis disse...

show!

Anônimo disse...

Lindo !

Anônimo disse...

Meu Deus do céu, casa comigo!


Caroline

Mr. Lemos disse...

O homem já é casado, gente! ;)

Thiago Crespo disse...

hahahaha
encaro o pedido como um elogio, pelo qual agradeço muito, mas o Ernani já disse tudo.

Muito bem casado.
Valeu, moçada =)