sexta-feira, 16 de março de 2012

o homem que não sonhava

Por sempre andar com os pés no chão, fatigou-se muito antes do fim do caminho. 

quarta-feira, 14 de março de 2012

o homem de um caminho só

"Entender é sempre limitado
(Clarice Lispector)


Nasceu doente, ninguém percebeu. Nem ele.

Arrastou todos os seus dias em busca inconsolável pelas mesmas respostas - e diante da finitude, muitos e muitos anos depois, consternou-se: deveria ter buscado novas perguntas.

Tarde demais.

Morreu assim, previsível, monótono. Doente.