quarta-feira, 25 de julho de 2012

alsácia

Havia alguma coisa de triste em mim. Não sei se foi o violino ou as cores foscas do centre ville. De repente cansei de brincar. Enjoei de tanto rodopiar sobre fantasias e cavalos mudos. Contigo, afinal, vislumbrei cavalgadas bem menos infantis. Mas, feito criança, recortei um pedaço do mar a fim de colar minha mão na sua. 

Havia alguma coisa de triste em mim. Não sei se foi o beijo na mesa ao lado ou o sol que figurava ao longe sem aquecer. Percebi que estava perdido e condenado a andar em círculos - sem saber se meu coração batia em Alsácia ou Lorena. 

Cessem as badaladas, segurem os ponteiros deste inimigo nefasto que não volta jamais. Quero descer do nosso amor-carrossel.


3 comentários:

Mariela Mei disse...

Dolorido. Lindo.

Suzina disse...

Já te disse, mas repito: sou tua fã. Lindo texto!

Mr. Lemos disse...

caralho, irmão. tinha perdido esse aqui. não sabia que vc tinha ido pra lá. ou sabia, mas esqueci. então temos mais essa na lista de coisas importantes pra conversar...
belíssimo texto, as usual!
abração