quarta-feira, 27 de maio de 2015

"EU SOU CHATO!"

((escrito e publicado no dia 21/05/2015))


Morreu o Zé do Rádio, proclamado o torcedor mais chato do Brasil. Patrimônio do futebol, sujeito simples e cordial. Espirituoso. Guardava o pente fino sempre no bolso pra, de quando em quando, ajeitar o bigode grisalho. "Tô bonito?"; 

Entrevistei-o em 2013 pelo @sportvoficial e tive o privilégio de conhecer um dos melhores personagens do folclore esportivo. Na época, já cansado e distante das arquibancadas, disse que talvez fosse aquela a sua última entrevista. O bom humor não escondia a saúde frágil. "Imagina, Zé, voltarei aqui pra gente gravar a história da sua vida inteira". Ele penteou o bigode mais uma vez e sorriu antes de se despedir. 


Nunca mais voltei.


Nenhum comentário: